Em 1965 foi adquirido um terreno entre quatro sócios, iniciando a edificação com o projeto de uma loja e quatro unidades de apartamentos no piso superior. No decorrer da construção dois sócios resolveram vender suas partes e assim ficando os irmãos Manoel e Henrique. Ao termino da construção os apartamentos do piso superior foram vendidos para terceiros para poder capitalizar recursos financeiros para a montagem da padaria. Em 1968 foi então inaugurada a panificadora “Princesa do Guaruja” sendo este nome pelo nascimento da primeira filha do casal de sócios Izilda e Manoel Passaram-se quatro  anos Manoel  vendeu sua parte e foi para o ramo de restaurantes . Logo ao passar um curto período senhor Henrique e sua esposa venderam a sua parte e foram para Campos de Jordão explorar o comercio na região e assim este ponto da panificadora ficou como renda de alugueis para os irmãos. Este local da panificadora ficou alugado durante 30 anos. No decorrer deste tempo os Sócios Manoel  e Izilda que permaneceram na cidade tiveram mais um filho no qual este  formou-se em administração de empresas e sempre trabalhando no comércio com os seus pais. Na década de 90 os inquilinos da panificadora “Princesa do Guaruja” já não pagavam os alugueis em dia e o ponto comercial se encontrava em grande depreciação pois nunca houve uma reforma, o filho do senhor Manoel  já que seguiu os passos dos seus pais no comercio se interessou em retomar o ponto comercial para a família ingressando em meios jurídicos para esta retomada. No ano 2000 a família conseguiu o despejo dos inquilinos, neste mesmo ano se iniciou uma grande reforma com uma nova sociedade entre senhor Manoel sua esposa Izilda e seu filho Vitor com o apoio do senhor Henrique (em memória) essa reforma que durou nove meses, em 17 de dezembro de 2000 foi então inaugurada a mais moderna padaria do Guaruja com inovações das grandes padarias da cidade de São Paulo, sendo o seu nome “O Rei do Trigo” o sócio Vitor escolheu esse nome pois em Portugal país de origem de seus familiares possui muitos castelos, e ele gostaria com esse nome de alguma forma homenagear a origem de sua família, e trigo por ser a matéria prima do pão. Em 2011 “O Rei do Trigo” passou pela sua segunda reforma e passou de uma área comercial de 150m² para 260m² . A grande receita para que tenha sido alcançado os resultados positivos é o trabalho em conjunto de seus sócios e a boa relação com seus funcionários, fornecedores e clientes. 

Av. Leomil, 1.160 - Pitangueiras - Guarujá/SP - 13 3384.6132